.

BODAS DE AÇO – 11 ANOS DE CASADOS, 11 ANOS QUE CONVIVEMOS COM O DIABETES EM NOSSAS VIDAS

|
Neste dia treze de janeiro completamos 11 anos de casados. Lembro que escolhemos esta data para que pudéssemos terminar a nossa tão esperada casa sem pressa. O conheci com 14 para 15 anos, quando completei 20,nos casamos. Na correria, na felicidade, nos preparativos do casamento e anseio de uma vida a dois, nem me dei conta dos sinais que meu corpo dava.Na data do casamento os senti,sabia que algo estava errado, mas tudo o que eu queria, era poder ser feliz,negligenciando assim, a urina frequente, o inicio do emagrecimento e a fome absurda, a qual eu julgava ansiedade por todo o estresse que eu estava passando. Nos casamos, fomos para a lua-de-mel, eu bebia muita água e a cada esquina eu parava para fazer xixi, na data do nosso casamento, sabia que algo estava errado e por isso escolhi esta data para o diagnóstico, que com os exames abertos vieram a se confirmar: Eu tinha diabetes!Logo soubemos ser tipo I. Emagreci muitos quilos em questão de dias, o que era para ser a festa da libido por estarmos no inicio do casamento, se tornou uma candidiase sem fim,fiquei prostrada, de cama ,refém de médicos e hospitais. Me culpei inúmeras vezes por não ter podido lhe proporcionar momentos felizes e sim de dias no hospital, com gasometrias,exames,soros,hipos e hiperglicemias, nós desinformados, apenas achando que em questão de dias eu ficaria,cega,amputada e sem os rins. Você abriu mão de curtir fisicamente todo período de lua-de-mel ,para poder cuidar de mim. Foram meses de adaptação, busca por informações e anseios, ate que juntos fizemos do limão uma limonada, fomos nos ajeitando e vencendo, diabetes passou a ser o de menos... Você passou a entender bem do diabetes, me enchendo o saco quando eu não media, preocupado com as hipos e hipers ... O nosso maior desafio passou a ser a individualidade de cada, no dia-a-dia de casados. Eu era uma moça suburbana,recém-formada na faculdade, com dois empregos, 20 anos de idade, com pais recém-separados, sofrendo com a rejeição materna,sem referências familiares, totalmente fragilizada e agora doente e prostrada...Achei que meus sonhos haviam terminado ali,já que constituir uma família passou ser algo bem vago dentro de mim, mas Deus e você , me mostraram que eu poderia ir além. Se hoje chegamos as BODAS DE AÇO foi porque, só sendo aço para suportarmos todos os processos siderúrgicos pelos quais passamos, com temperaturas altíssimas. O aço, para chegar a ser de fato aço, passa por pelo menos três grandes fundições, e em cada uma delas muitos resíduos foram desprezados. Assim como tem sido até hoje conosco. Somos aço, somos um, a simbiose é perfeita. Obrigada por tudo! E como digo, estamos longe da perfeição, distantes de sermos um casal Disney, mas felizes por termos teus familiares por perto, termos tido nosso filho e sabendo O DIABETES NÃO DEFINIU A NOSSA HISTÓRIA.




Nenhum comentário:

Postar um comentário