.

Maternidade e diabetes na adolescência

|
Meu nome é Isabelle Luiza, tenho 18 anos e moro em Sete Lagoas-MG. Trabalho com maquiagem aos fins de semana, mas ainda curso o ensino médio.

Sou diabética tipo I há nove anos e nem sempre aceitei isso com muita leveza. Por ser adolescente, acho que passei por uma fase de rebeldia que acabou incluindo os cuidados com a doença. Não me alimentava bem, não aferia minha glicemia com frequência e nem me preocupava em tomar doses corretas de insulina. Um pouco depois tive cetoacidose e depois do ocorrido decidi me cuidar melhor, mas ainda sim, não era tão bem quanto atualmente. Fiz o test drive com a bomba de insulina, porém meu corpo teve uma rejeição, tive abscessos e precisei drená-los através de mini cirurgias. Foi uma fase tensa, então voltei a usar minhas canetas mesmo.

Um dia após meu aniversário de 17 anos, descobri minha gestação, me desesperei, pois não era algo planejado. Imediatamente comuniquei meu namorado na época, e à minha família. Assustei a todos, mas tive 100% de apoio, principalmente da minha mãe, que sempre esteve ao meu lado em qualquer situação.
  
Minha glicada se mantinha na casa dos 11%, assim que descobri a gestação ela estava 7,8%. Ao final da gravidez,consegui baixá-la para 7,2%. Foi uma gestação muito tranquila, sem complicações, porém, com muitos cuidados. Aferia minha  glicemia cerca de 15 vezes por dia para evitar pico glicêmico, e assim não prejudicar meu bebê. Se eu a via subir, já corrigia, e se notava que estava abaixando, me alimentava, pois não queria que nada de ruim acontecesse.




Minha sensibilidade à insulina mudou por completo, antes eram 3u para o café da manhã, e na gestação tomei 10u para comer a mesma coisa. Nada incomum de acordo com a endocrinologista que me acompanhou. Perdi peso e ganhei apenas o peso do bebê, seis quilos e meio ao todo.

Meu pré-natal foi maravilhoso, tive um acompanhamento bem de perto de dois obstetras (a que me acompanhou e a que fez meu parto), dois endócrinos (a especializada em gestante e a que me acompanhava antes da gestação), e a futura pediatra do bebê. Apesar de tudo correr bem, meu bebê era GIG (grande pra idade gestacional) nada incomum pra quem é diabética. Estava acima da curva desde 20 semanas, devido a isso, os médicos acharam por bem fazermos a cesariana com exatas 36 semanas. Gael nasceu com 4.205 kg, 50 cm e uma hipoglicemia 21mg/Dl. Tivemos que ficar internados no hospital por 10 dias para um melhor acompanhamento. Gael ficou na incubadora, tomou soro glicosado, precisou de oxigênio, recebeu luz ultravioleta para icterícia e fez alguns exames lá mesmo.  


Foram dias tensos, porém tudo  valeu a pena para poder tê-lo conosco. Só pude pegá-lo no colo quando ele tinha 2 dias de vida... Foi incrível! Sensação indescritível!



Antes da gestação eu pesava 63 kg, e em menos de um mês após o nascimento do bebê passei a pesar 60 kg, dois meses depois, meu peso estabilizou e atualmente peso 57 kg.

Tive muita dificuldade no início da amamentação, processo longo e demorado, mas no fim tudo deu certo. Hoje meu bebê tem cinco meses e mama exclusivamente no peito.


Ser mãe e conciliar com os estudos não é fácil, porém minha mãe me ajuda demais. Eu e o pai do bebê não estamos mais juntos desde o sétimo mês de gestação, mas ele tem contato com o filho e nossa relação é amigável.


Uma dica que posso passar para as mamães e futuras mamães são: Tenha controle, meça a glicemia várias vezes ao dia para um melhor monitoramento, e tenha fé, pois Deus sempre está no comando de tudo. 

Um comentário:

  1. Olá a todos, Meu nome é Andre Douglas, meu e-mail de hangout é andrecamilodouglas@gmail.com.
    Sou seropositivo desde os últimos três anos com a minha namorada, mas hoje estou feliz por ser seronegativo com a ajuda do medicamento à base de plantas do Dr. O.water, o grande curador. Eu estava navegando na Internet em busca de ajuda quando me deparei com um testemunho compartilhado por alguém sobre como o Dr. O.water o curou do vih. Sempre acreditei que existe solução para todos os problemas. Estou em Bedum, Holanda, mas tentei o melhor que pude para ter certeza de que falaria com o Dr. O.water porque precisava muito de seu tratamento. Felizmente para mim, peguei o remédio e usei conforme as instruções. O Dr. O.water trouxe um sorriso ao meu rosto com seu medicamento fitoterápico. Estou muito feliz hoje por termos alguém como esse grande curador por aí. Portanto, meu povo, por favor, contate este curandeiro em seu e-mail: DRWATERHIVCURECENTRE@GMAIL.COM ou Whatsapp: +2349050205019. Ele também pode curar Herpes, Hepatite B, Hepatite C, HPV, Diabetes, Câncer, Asma e muito mais

    ResponderExcluir